Análise | Mônica e a Guarda dos Coelhos

Organika Garden Guru (1)

Um jogo totalmente brasileiro e que marca a volta de Mônica, Cebolinha e sua turma em uma aventura divertida e inusitada. Mônica e a Guarda dos Coelhos é um jogo produzido pela Mad Mimic em parceria com a Maurício de Souza Produções.

Os fãs de Tower Defense vão se animar com este jogo: tendo como principal objetivo defender as torres do Reino de seus inimigos que estão espalhando sujeiras por aí, a Turma da Mônica precisa se juntar e cooperar entre si para defender os castelos. Com uma mecânica básica de TD, você pode – inicialmente – escolher entre 4 personagens para jogar: Mônica, Magali, Cascão e Cebolinha, mas com o decorrer do jogo, você também poderá desbloquear mais personagens, como o Bidu ou o Piteco, por exemplo.

mgc-002_4u7u

Pode parecer difícil – ou não – mas as coisas melhoram assim que você pega o jeito. Para defender suas torres dos ataques dos inimigos, que irão chegar da esquerda ou da direita, você precisa fazer uma espécia de munição para os canhões que estão alocados nas laterais dos castelos, que consiste, basicamente, em uma mistura de pólvora e os coelhos Sansão, Dalila e Hércules. E o mais divertido é que cada coelho tem sua habilidade especial: Sansão pode causar dano aos inimigos, Dalila faz com que eles fiquem mais lentos e Hércules os paralisa.

Um jogo para a sua Turma!

Além da diversão de jogar com personagens conhecidos da sua infância, você também pode jogar o modo co-op local com até 4 jogadores, então a diversão é garantida. E apesar de parecer um jogo mais infantil, não se deixe enganar pelo visual 8-bit incrível e pela fofura de Mônica e Sansão: especialmente se você estiver jogado sozinho, existem algumas fases com dificuldades maiores, por que você precisa controlar dois personagens pra fazer com que tudo dê certo.

Monica e a Guarda dos Coelhos_20181208040000

Mônica e a Guarda dos Coelhos não é um jogo longo. Pode-se considerar que ele é bem pequeno, até. Conta com 4 fases, que são: Reino dos Coelhos, Deserto no Meio do Nada, Vale dos Cristais Mágicos e O Grande Esgoto, e cada uma dessas fases tem 5 mapas. Num jogo casual com amigos, você pode facilmente terminar ele sem nem ver a hora passar, enquanto finaliza as várias missões do jogo.

É um jogo divertido para jogar com mais de 2 pessoas, por que o trabalho em equipe fará com que você ganhe (ou perca!) as fases, e jogos co-op sempre divertem muito quem está jogando. Se você for jogar sozinho, você pode acabar se frustrando um pouco por que, além de precisar controlar dois personagens, você precisará prestar muita atenção nos inimigos que virão, no que precisa fazer pra passar de fase e precisa administrar muito bem seu tempo para que tudo dê certo.

banner_categoria_turma-da-monica_1

Resgatando a essência da juventude

Esse não é um jogo para ser visualmente incrível e aclamado por todos, mas sim para resgatar a essência da juventude dos jogadores com seus personagens icônicos, com sua jogabilidade prática e seu modo co-op que traz para quem está jogando um desafio e a diversão de juntar suas ideias para criar uma solução com muito trabalho em equipe.

Mesmo no visual, Mônica e a Guarda dos Coelhos não coloca o jogador exatamente na pele do personagem, nem apresenta um estilo realista, ou qualquer outra coisa do tipo. Em 8-bit, o jogo conquista o coração dos amantes de jogos antigos e também se mantém no coração daqueles que – mesmo não conhecendo muito jogos antigos – conseguem perceber que a jogabilidade e a diversão aqui é mais importante do que um visual realista da Turma da Mônica, o que não convém, nem combina, com os personagens em questão.

Mônica e a Guarda dos Coelhos está disponível para Xbox One, Playstation 4, Nintendo Switch e PC.

Avatar
Eu não perco uma partida de Mortal Kombat se eu picko a Sindel. Amante de tudo que dá pra jogar (de jogo-da-velha à Mario Kart), queria ser da Disney e jogaria Zero Escape mil vezes por ano.