Resenha: Como Eu Era Antes de Você | Jojo Moyes

Como Eu Era Antes de Você

Olá pessoas!!! Outra resenha pra vocês e dessa vez, preciso adiantar: você provavelmente vai chorar! O livro escolhido foi Como Eu Era Antes de Você, da autora Jojo Moyes e publicado no Brasil pela Editora Intrínseca, que aliás, fez um trabalho maravilhoso no livro.

Você só vive uma vez. É sua obrigação aproveitar a vida da melhor forma possível.

Acomodada e não preocupada com sua vida em uma pequena cidade da Inglaterra, Louisa Clark é uma mulher de 26 anos que ainda mora com os pais, trabalha em um pequeno café na cidade onde mora e tem um relacionamento de quase sete anos com um atleta obcecado por esporte. Com uma mente um pouco pequena, Lou só gostaria que tudo ficasse do jeito que estava, coisa que não acontece pois o dono do café onde ela trabalhou por seis anos, resolveu fechar as portas e ir embora, deixando Louisa desempregada e com um enorme fardo nas costas. Sua família dependia muito de sua renda pra se sustentar já que sua mãe não trabalhava pois tinha que ficar em casa para cuidar de seu avô, que morava com eles, sua irmã largou os estudos e o emprego assim que teve seu filho, Thomas, e seu pai estava num emprego muito instável do qual provavelmente seria demitido em breve. Então Lou era, basicamente, a única fonte de renda da família. Tendo em mente que sua família dependia dela, Lou se vê numa procura de empregos onde possa dar certo e encontra um emprego que: pagaria bem e não precisaria de tanta experiência, como cuidadora de um tetraplégico.

Will Traynor, ao contrário de Louisa, sempre foi um cara que sabia o que queria da vida: se divertir. Desde esquiar com os amigos, escalar montanhas, mergulhar em alto mar e namorar, ele sempre faz tudo o que gostava e o que seu dinheiro permitia. Ele vivia praticamente uma vida de sonhos. Mas viu seu mundo mudar quando foi atropelado e o acidente lhe deixou tetraplégico. Viver numa cadeira de rodas era o pesadelo de Will, coisa que o deixou extremamente mal-humorado e amargurado com a vida. Situação que começa a mudar com a chegada de Lou na sua vida.

E sabe o quê? Ninguém quer ouvir esse tipo de coisa. Ninguém quer ouvir você falar que está com medo, ou com dor, ou apavorado com a possibilidade de morrer por causa de alguma infecção aleatória e estúpida. Ninguém quer ouvir sobre como é saber que você nunca mais fará sexo, nunca mais comerá algo que você mesmo preparou, nunca vai segurar seu próprio filho nos braços. Ninguém quer saber que às vezes me sinto claustrofóbico estando nesta cadeira que tenho vontade de gritar feito louco só de pensar em passar mais um dia assim.

O livro conta a história de Will Traynor e Louisa Clark de um jeito incrível, que faz com que você os ame, os odeie, chore e se emocione muito. É – principalmente – um livro sobre o amor, sobre como o amor é capaz de aparecer em situações inesperadas, sobre perda, sobre como as pessoas se sentem e sobre aprendizado. É um livro lindo e que com certeza vai emocionar todos que o lerem, mas é uma leitura tão válida que isso não deveria atrapalhar. Também é uma história fascinante sobre superação, nos mostra um pouco das dificuldades que os cadeirantes vivem todos os dias, os sentimentos e um pouco do que eles passam. É uma leitura para todos!

PS.: O livro tem uma versão cinematográfica que foi lançada no dia 16 de junho aqui no Brasil.

Avatar
Eu não perco uma partida de Mortal Kombat se eu picko a Sindel. Amante de tudo que dá pra jogar (de jogo-da-velha à Mario Kart), queria ser da Disney e jogaria Zero Escape mil vezes por ano.