Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell |Saiu o primeiro trailer!

Ghost in the Shell

Ghost in the Shell é um mangá cyberpunk, criado por Masamune Shirow, publicado de 1989 à 1991 que foi lançado nas mais diferentes mídias, com enredos alternativos em cada uma delas.

Como mangá, rendeu a continuação oficial Ghost in the Shell 2: Man/Machine Interface e Ghost in the Shell 1.5: Human Error Processor que inclui uma série de histórias que seriam publicadas em Ghost in the Shell 2: Man/Machine Interface mas acabaram ficando de fora.

A primeira adaptação da série para o cinema foi em 1996, com Ghost in the Shell, baseado no mangá principal e dirigido por Mamoru Oshii, este filme teve uma continuação intitulada Ghost in the Shell 2: Innocence lançado em 2004.

Um terceiro filme, Ghost in the Shell: S.A.C. Solid State Society, dirigido por Kenji Kamiyama foi lançado após a série de televisão como uma continuação da mesma e não tem ligação com os trabalhos anteriores de Oshii.

Ghost in the Shell

Em 2013 uma nova franquia de filmes foi iniciada com Ghost in the Shell: Arise – Border:1 Ghost Pain, contando uma história original sobre o início da Section 9, no mesmo ano foi lançada a continuação Ghost in the Shell: Arise – Border:2 Ghost Whispers, seguida por Ghost in the Shell: Arise – Border:3 Ghost Tears e Ghost in the Shell: Arise – Border:4 Ghost Stands Alone em 2014, fechando a franquia.

O mangá também foi adaptado para anime, com o nome de Ghost in the Shell: Stand Alone Complex. A direção foi feita por Kenji Kamiyama, trazendo um enredo alternativo e separado daquele elaborado por Oshii nos filmes e por Shirow nos mangás originais. A história gira em torno da carreira da personagem de Motoko Kusanagi e sua equipe, com alguns elementos baseados no filme e no mangá. O anime gerou uma segunda temporada, Ghost in the Shell: S.A.C. 2nd GIG e o filme – Ghost in the Shell: S.A.C. Solid State Society – em 2006, finalizando a franquia S.A.C.. Em 2015, um novo anime, Ghost in the Shell: Arise foi exibido com 10 episódios.

Além de todas essas animações a série também rendeu dois romances, After the Long Goodbye, por Masaki Yamada, e a trilogia The Lost Memory, Revenge of the Cold Machines e White Maze, escritos por Junichi Fujisaku.

Ghost in the Shell

E claro que GITS também seria adaptado para o mundo dos jogos, o primeiro em 1997, desenvolvido pela empresa Exact e lançado pela THQ, o segundo lançado em 2004 para PlayStation 2, desenvolvido pela Sony e pela Cavia e o terceiro jogo, desenvolvido pela G-Artists e lançado em 2005 pela Bandai como continuação do lançamento do PS2. Lançado no inicio de 2016, há também a versão online de Ghost in the Shell: First Assault – Stand Alone Complex Online  para jogar grátis!

O filme live -action de Ghost in the Shell abrasileirado para Vigilante do Amanhã, anunciado em 2014, teve seu primeiro trailer lançado neste último domingo (13) e deixou os fãs com boas expectativas.

O filme se passará num mundo pós 2029, onde cérebros se fundem facilmente a computadores e a tecnologia está em todos os lugares. Motoko Kusanagi, interpretada pela atriz Scarlett Johansson, conhecida como Major, é uma ciborgue com experiência militar que comanda um esquadrão de elite especializado em combater crimes cibernéticos. Na trama ela precisa perseguir e impedir um hacker cujo objetivo é deter os avanços da tecnologia cibernética.

Ghost in the Shell

Qual a sua expectativa pra adaptação desse mangá com uma história tão boa para os cinemas? Tá tão ansioso quanto eu? Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell é dirigido por Rupert Sanders (“Branca de Neve e o caçador”) e estreia em 30 de março de 2017. O elenco também inclui Beat Takeshi Kitano (desculpe eu não conheço nenhum filme que este senhor fez), Juliette Binoche (O Paciente Inglês e Chocolate) e Michael Pitt (O Universo no Olhar).

Avatar
Designer, youtuber quando dá na telha, batgirl toda noite e durante o dia, garota gamer. Apaixonada por redes sociais, arte, escrita, comida e animais, todos com muito leite condensado, por favor.