Brasil Game Show | O melhor de 2016

bgs_nerd_e_diva

Todo ano entrar na BGS – Brasil Game Show é como um grande sonho se tornando realidade… Tanta gente reunida movida pela mesma paixão num lugar só, é de deixar qualquer coração gamer atordoado. 

A BGS 2016, sua 9ª edição, foi uma mistura gostosa de internet com vida real com uma porção generosa de games,  com jogos pra testar e pra conhecer, youtubers, lojas com peças exclusivas, brindes, prêmios, campeonatos… E tudo isso em um espaço com as suas marcas favoritas espalhadas trazendo o que cada uma tinha de melhor pra mostrar.

O que teve pra jogar?

Não tem nem como não colocar em primeiro lugar o jogo mais esperado da face da terra (pelo menos da minha terra no momento, rs) Resident Evil VII ganhou uma cabine pra poucos sortudos testarem com distribuição de senha, tudo fechadinho e muito secreto, mas testei, aprovei e não sei o que é maior, o medo ou a ansiedade.

BGS 2016 - Resident Evil VII

Além dos zumbis, Capcom trouxe também Street Fighter V lançado no começo do ano.
No estande da Ubisoft, pudemos ter um gostinho de For Honor, Tom Clancy’s Ghost Recon, Watch Dogs 2, South Park: Fractured But Whole e Just Dance 2017 ( com Anitta *-*) que eu quase morri de dançar.

BGS 2016 - Ubisoft

Sony e Playstation trouxeram muitos títulos, dentre eles, o muito falado mas ainda um pouco (ouvi boatos, não joguei, não me julgue) bugado demais No Man’s Sky, Call Of Duty: Infinite Warfare, The Last Guardian, Gravity Rush, GT Sport, Horizon Zero Dawn, Bound, Rachet and Clank (que me lembrou um pouquinho de Crash Bandicoot), Detroit,  Uncharted 4 e alguns jogos exclusivos do PlayStation VR. Todos numa área free-to-play com filas gigantes que faziam você achar que talvez não seja tão free assim. 

BGS 2016 - Playstation

A concorrência irmãzinha logo em frente, Microsoft e XBOX, por sua vez, trouxeram entre muitos nomes: Gears of War 4, Forza Horizon 3, Recore, Minecraft: Story Mode, Dead Rising 4, Halo Wars 2, Sea of Thieves, Fifa 17 e o elogiado Final Fantasy XV, esse último com direito até a sessão de autógrafos com o produtor Shinji Hashimoto. A filas no estande do XBOX esse ano, estavam um pouco mais acessíveis e os jogos que não podiam ser gravados, pois ainda não foram lançados, estavam todos escondidinhos em salinhas fechadas.

BGS 2016 - Xbox

Pela área da HyperX dava pra jogar Overwatch, League of Legends e Counter Strike em máquinas ma-ra-vi-lho-sas e brilhando muito e dando muita vontade de levar um deles pra casa. 

No estande da Gigabyte, nós testamos um simulador de asa delta com óculos VR e a experiência foi incrível!

CD Projekt Red trouxe Gwent: The Witcher Card Game para demonstração num estande enorme e exclusivo do jogo que com certeza deixou os fãs ainda mais ansiosos, já que a previsão de lançamento do jogo que sai para PlayStation 4, Xbox One e Microsoft Windows, ainda está indefinida.

BGS 2016 - Gwent

A área indie da BGS trouxe 108 estandes, dando oportunidade pra muita gente boa colocar a cara no mundo. Entre os muitos jogos indies estavam ‘Holo Drive’ (PC), do estúdio BitCake, ‘Dino Lost’ (PC), do Supernova Game Studio, ‘Tiny Little Bastards’ (PC, Xbox One e PS4), do Overlord, ‘Lampião Verde – A Maldição da Botija’ (PC e Mobile), do Nars Vera,Black Iris (PC), do Hexa Game Studio, ‘KriaturaZ’ (Mobile), do Messier, ‘Homo Evolutis’ (PC), do Poking Life Studio, ‘Super Button Soccer’ (PC), do Smyowl, uma continuação de Lupy Quest (Mobile), do Too Nerd to Die e A Treta dos Irmãos Piologo (Mobile), da 2Dverse.

BGS 2016 - Área Indie

O que teve pra fazer?

IGN Brasil, Twitch, Youtube Gaming e Pain Gaming trouxeram suas maiores celebridades para o  evento com sessões de fotos/autógrafos, meet-and-greet o que atraiu uma legião de jovens fanáticos por muitos deles e deu pra sentir de perto o carinho dos fãs.

Campeonatos de Clash Royale, CS:GO, Killer Instinct, Gears of War 4, Just Dance, Fifa 17, Street Fighter 5, Dota2, Overwatch e  Rainbow Six Siege aconteceram no palco principal e nos estandes de suas próprias marcas, abertos ao público pra assistir e torcer muito!

BGS 2016 - NVidia

Tinha também, em todo lugar da feira, equipamentos e produtos expostos pra gente testar e notar coisas maravilhosas como por exemplo, como nosso computador de casa é ruim e como precisamos urgentemente daquela cadeira DXRacer. 

O que tinha pra comprar?

Americanas, Saraiva e Submarino, apareceram como gigantes pra vender os jogos físicos de consoles e cartões da PSN e Xbox Live. Um dos itens mais desejados da feira, as camisetas, eram encontradas em quase todas as lojas, com destaque para Piticas, especialista em camisetas nerds.

BGS 2016 - Piticas

Roupas, acessórios e todo o tipo de bugiganga que você pode imaginar podiam ser encontradas na Toy Show, DC Comics, Sony, Microsoft, Ubisoft, paiN Gaming, Bazar Magic (e mais um monte de outras lojinhas lindas que infelizmente minha memória não me deixar lembrar o nome de todas)… era tanta coisa pra comprar, que dava pra se perder e estourar o cartão com facilidade, já que a maior parte das coisas tinha um preço comum (comparado ao lado de fora da feira) e poucos descontos eram encontrados, achamos alguns poucos jogos nas lojas grandes e cadeiras DXRacer com descontos pra quem foi na feira.

BGS 2016 - Toy Show

E pra 2017?

A Brasil Game Show ainda continua com alguns pontinhos a melhorar, mas é um evento incrível e dominante quando se fala em evento de jogos. Sem dúvida um evento que tende a crescer ainda mais e se manter como referência na América Latina. A cada ano trazendo mais lançamentos e mais novidades quase que ao mesmo tempo que as lançadas lá fora, certamente a BGS está mostrando que o público e o mercado de jogos brasileiro merece muita atenção.

E pra 2017,  só nos resta esperar porque certamente vamos ter mais um grande evento e um grande sucesso!

BGS 2016
DSCN1872
DSCN1883
DSCN1836
DSCN1837
DSCN1857
DSCN1867
DSCN1875
DSCN1886
DSCN1887
DSCN1890
DSCN1891
DSCN1894
DSCN1892
DSCN1896
DSCN1898
DSCN1884
DSCN1906
DSCN1905
DSCN1915
DSCN1917
DSCN1918
DSCN1921
DSCN1922
DSCN1928
DSCN1930
DSCN1902
DSCN1934
DSCN1939
DSCN1942
DSCN1954
DSCN1955
DSCN1956
DSCN1962
DSCN1958
DSCN1971
DSCN1973
DSCN1975
DSCN1976
DSCN1951
DSCN1978
DSCN1980
DSCN1979
DSCN1982
DSCN1967
DSCN1992
DSCN1991
DSCN1981
DSCN1995

 

Designer, youtuber quando dá na telha, batgirl toda noite e durante o dia, garota gamer. Apaixonada por redes sociais, arte, escrita, comida e animais, todos com muito leite condensado, por favor.