Resenha: Quem poderia ser a uma hora dessas? | Lemony Snicket

tree

Vamos falar sobre livros bons e um autor amado! A pergunta errada é:  você conhece Lemony Snicket? Quem sabe o nome Desventuras em Série te lembre alguma coisa? Não? Ah, você deveria sair desse computador e ir ler os livros dele agorinha! Lemony Snicket é um autor-personagem da tão famosa série de livros Desventuras em Série, aquela série que virou um filme com ninguém menos ninguém mais que os queridinhos Jim Carrey, Meryl Streep, Jude Law e entre outros rostinhos conhecidos de Hollywood. Lemony é um heterônimo da verdadeira mente por trás da magia toda: Daniel Handler.  Mas o mais importante é que Lemony Snicket também é autor-personagem da série de livros que vamos falar hoje: Só Perguntas Erradas.

A série conta com quatro livros, sendo assim, quatro perguntas erradas. Atualmente, no Brasil, foram lançados três dos quatro livros da série e a resenha de hoje é sobre o primeiro livro, que se chama Quem poderia ser a uma hora dessas?.

livro Lemony Snicket

Sobre o personagem principal, também conhecido como Lemony Snicket: ele tem 12 anos, quase 13 e já se formou, só que eis o dilema que ele precisa enfrentar: ele precisa escolher um tutor, entre os que estão na sua lista de mais de cinquenta tutores. Depois de tanto pensar, ele resolve escolher S. Theodora Markison, cujo o S. no nome ninguém sabe o que realmente significa e que também estava em último na lista de tutores. Conhecendo-se bem, os dois partem para uma aventura que se passa numa cidadezinha estranha chamada Manchado-pelo-mar, que acontece de ser uma cidade a beira mar que não está mais a beira mar.

O objetivo de Lemony e Theodora é encontrar a Fera Ressonante, uma estatueta um tanto quanto esquisita, que havia sumido, e entregar ao seu devido dono. Não sabe-se se a estatueta fora roubada, mas sabe-se que estava sumida. Como eu mencionei, a cidade era estranha e já não era mais a mesma, a cidade sobrevivia da renda que vinha da tinta que os polvos produziam, assim como O Farol, o jornal da cidade, que também fechou pois este também utilizava a tinta dos polvos, mas o mar da cidade sumiu e sendo assim, os polvos também, acabando com a produtividade dos mesmos.

Somos apresentados a personagem muito importantes para o desenrolar da história, no decorrer do livro, personagens que vão capturar sua atenção, sua raiva e talvez seu amor. Conhecemos a jornalista de Manchado-pelo-mar, que ajuda Lemony com suas aventuras, a menina que mora sozinha e procura incansavelmente pelo pai, os dois taxistas que trocam corridas de táxis com Lemony por dicas de biblitecas e livros. É uma história genial que flui muito bem ao redor de todos os personagens que nos apresentam. E todos são essenciais para o desfecho da história.

É uma leitura realmente excelente. É rápida e não é nada que te deixe cansado por estar lendo. Aborda temas engraçados, sérios e traz muita coisa que te faz pensar “como?”. Mas essa pode ser uma pergunta errada. 😉

Avatar
Eu não perco uma partida de Mortal Kombat se eu picko a Sindel. Amante de tudo que dá pra jogar (de jogo-da-velha à Mario Kart), queria ser da Disney e jogaria Zero Escape mil vezes por ano.